Boa sexta-feira e seguem aqui as indicações dessa semana:

Fru-Fruta: Descobri esse lindo site essa semana, e é ótimo! Ele fala sobre alimentação saudável, tem várias receitas bem simples (já testei algumas, inclusive). O Instagram da página também tem várias inspirações para testar receitas, além das fotos serem lindas. Dá uma espiada lá em Frufruta.

Herbi-Voraz: Na mesma linha do Frufruta, o site Herbi-Voraz também tem várias receitas bacanas, e com um Instagram sucesso também. Veja aqui: Herbi-Voraz

Vida Organizada: Nesse ótimo texto, a Thaís Godinho traz uma reflexão sobre como podemos deixar nossa vida com um gostinho de férias, sem termos que ficar esperando um feriado prolongado ou um ano de trabalho. Leia aqui: Fazer do dia a dia suas férias .

Evento Dia Mundial da Alimentação na Faculdade de Saúde Pública: Já saiu a programação desse evento lindo. Tive a oportunidade de participar no ano passado, e posso dizer que foi um dos dias mais legais da minha vida. Alimentação é um assunto que eu tenho muito carinho, e gosto sempre de participar de eventos na área. Se você estiver em São Paulo no dia 18 de outubro de 2016, e estiver com um tempinho, dá uma passada lá, é gratuito. O tema desse ano é “Comidas e nossas diversidades potentes”. Veja aqui mais detalhes: Dia Mundial da Alimentação na FSP/USP

Pra fechar, vem aqui uma reflexão que a Melissa Setubal fez no seu Instagram, e quem tudo a ver com essa minha fase pós-anticoncepcional:

“Dia de pipoca de milho orgânico no óleo de coco (hormônios e pele agradecem) e sal rosa. Eu adoro fazer pipoca com tampa de vidro porque acho meditativo assistir. Tem dias que parece uma panela de pipoca, com coisas estourando pra todo lado, circunstâncias da vida esquentam e as pessoas explodem, tudo vai se espalhando pra mil direções, a pressão interna fica grande demais e a gente vira do avesso… Mas uma situação desconfortável pode ser usada justamente como uma ferramenta transformativa. Me lembro bem quando minha cara (e meu corpo inteiro) estava pipocada de espinhas, nos meses após parar de usar a pílula anticoncepcional. E que naquele momento, minha mente pipocava de dúvidas, e muitas circunstâncias estranhas começaram a pipocar na minha vida. Justamente quando eu decidi cuidar melhor do meu corpo, iniciar minha nova carreira que tanto me inspirava, quando estava remontando minha vida com mais consciência. Que merda, né? Eu decido mudar minha vida pra melhor, faço o que recomendam e que faz sentido pra mim, e parece que acontece o oposto de estar me sentindo mais contente e satisfeita! Eu escolhi virar de milho seco sem graça pra pipoca crocante e saborosa, mas eu não sabia que pra isso acontecer eu teria que passar pelo óleo quente e aguentar a pressão de transformar minha natureza interna. Um processo transformativo não precisa ser sofrido, mas para que uma transformação aconteça, uma parte de nós precisa morrer pra outra parte nascer, e isso normalmente passa por escolhermos encarar pedaços do processo que vão desafiar nosso senso de identidade. E isso pode não ser fácil de vivenciar. Quem escolhe o caminho de uma vida consciente, vive numa panela de pipoca. Mas escolhe estar lá. Essa é a grande distinção a viver a vida no piloto automático como milho seco com vida e sabor dormentes. Escolher se apresentar pra vida sabendo que o resultado, independente das circunstâncias, pode ser uma vida mais saborosa com pipoca fresquinha, porque escolhemos o caminho da transformação. Mesmo que isso signifique colocar um pouco de fogo na nossa bunda pra fazer a gente pular 🙂 ”

Ótimo final de semana!