Era uma vez uma mocinha, que por inúmeras razões, acreditava plenamente que nunca encontraria alguém. Ela acreditava que não tinha habilidade com relacionamentos, e por isso, tinha nascido para ser solteira. Tentava se dedicar a outras atividades, e dizia a outras pessoas que um relacionamento não era importante, que não precisava de ninguém. E todos os dias ela tentava acreditar nisso.

Até que um dia ela conheceu um cara muito especial. Que falava de coisas que ela adorava conversar. Que era lindo por dentro e por fora. Que se interessava por ela.

Mas quando se encontraram pessoalmente, foi tudo muito estranho. Como ela acreditava que não tinha nenhuma habilidade para se relacionar, se portou de uma maneira que só confirmava esse pensamento. E achou que tinha estragado tudo. E ficou bem triste, pois sabia que tinha que ser com ele.

“Você me chamou pra dançar aquele dia, / mas eu nunca sei rodar,/ cada vez que eu girava parecia/ que a minha perna sucumbia de agonia. / Em cada passo que eu dava nessa dança / ia perdendo a esperança/ você sacou a minha esquizofrenia/ e maneirou na condução”.

Depois de um tempo, ela criou coragem de chamar o cara pra sair, mesmo sem acreditar que ele aceitasse. Mas ele aceitou! E daí pra frente, mesmo insegura, ela queria muito mantê-lo por perto, mesmo que fosse só como amigo. Ela não conseguia perceber se ele estava interessado, mas ela tentava, pois só pensava nele.
“Mesmo sem jeito fui topando essa parada/ e no final achei tranquilo…”

Até que um dia, tudo mudou. Eles ficaram juntos, num momento de alinhamento dos astros. E depois disso, os dois se tornaram pessoas diferentes. A mocinha que só usava preto, passou a ser colorida. Dava muito mais risada, interagia mais com as pessoas, voltou a ter sonhos. Se tornou uma pessoa muito melhor, embora a jornada ainda seja longa. Ele virou uma pessoa muito mais saudável, mais centrado.

Mas como sempre teve a essência boa, as mudanças fluíram com muita normalidade pra ele. Eles se tornaram uma família.

Esse texto é pra um cara que nunca me deixa desistir de nada. Que acredita em mim. Que é a pessoa mais especial que eu já conheci. Que é um guerreiro. E que eu espero que fique comigo pra sempre.

“Só sei dançar com você / Isso é o que o amor faz”.