Esse post é uma tradução livre de um texto que me identifiquei bastante, o “12 signs you’re a highly sensitive person”, do site Introvert Dear, disponível em Signs you’re a highly sensitive person . Esse site traz muito conteúdo sobre introversão, pode ser bem útil caso você seja um introvertido ou tenha um introvertido querido perto de você.

Você prefere ambientes quietos e calmos? Você se preocupa – algumas vezes mais do que deveria – com os sentimentos de outras pessoas? Você se pega refletindo sobre coisas, mais do que a maioria das pessoas e precisa de um tempo extra para tomar decisões?

Em caso positivo, pode ser que você seja uma pessoa altamente sensível. Isso significa que o seu sistema nervoso processa informações sensoriais de forma diferente, tornando você muito sensível ao seu ambiente. Ruídos altos, luzes fortes, grandes multidões, agendas cheias e ambientes caóticos superestimulam você. A maior parte do tempo você lida bem com as situações, mas outros dias você se sente sobrecarregado ou estressado em situações que não são estressantes para as outras pessoas.

Pessoas altamente sensíveis não são incomuns. Uma em cada cinco pessoas tem esse traço de personalidade, o que significa que muitas pessoas a tem para que isso seja considerado um distúrbio, mas não há pessoas suficientes para que a maioria entenda esse traço. Quando você era pequeno, deve ter escutados coisas do tipo “seja forte” ou “você parece ser tão sensível”. Quando adulto, você pode enfrentar problemas como ansiedade ou depressão, ou frequentemente tem baixa energia ou problemas para dormir.

(…)

Abaixo, doze sinais que identificam pessoas altamente sensíveis. Você não precisa se identificar com todos os itens, mas quanto mais sinais te descreverem,  maior a probabilidade de você ter essa característica.

Mudanças são perturbadoras: Você tem uma rotina e gosta de cumpri-la. Grandes transições – mesmo que elas sejam positivas – como mudança de residência, início ou término de um relacionamento amoroso, mudança de emprego ou início de um curso, mexem com você. Parece que você leva mais tempo que outras pessoas para se ajustar às novas situações.
Você fica estressado quando muitas coisas estão acontecendo ao mesmo tempo: Quando você tem muitas coisas para fazer, em um curto período de tempo, você se sente sobrecarregado. Se o seu final de semana é cheio de atividades, e você não tempo para si mesmo, você se sente exausto e fora de si.
Você é chamado de tímido, reservado ou introvertido: A maioria das pessoas não sabe o que é ser altamente sensível, então essa característica é mal identificada. Na realidade, muitas pessoas altamente sensíveis são introvertidas, mas cerca de 30% são extrovertidas. Introvertidos e pessoas altamente sensíveis compartilham muitas características, como precisar de um tempo sozinho para recarregar as energias. Mas a diferença é que pessoas altamente sensíveis são mais sensíveis ao mundo em volta delas, física e emocionalmente, enquanto os introvertidos se sentem esgotados quando socializam.
Você percebe detalhes que outros ignoram: Você percebe coisas bonitas, como o caminho que a luz solar do final da tarde bate nos tijolos do muro e cria uma textura intrigante ou uma harmonia satisfatória com uma canção. Se outra pessoa está desconfortável no ambiente, você consegue identificar com precisão o que precisa ser mudado – talvez as cadeiras sejam muito duras ou o som esteja muito alto. Você provavelmente está sintonizado nas pessoas, e consegue perceber pequenas mudanças de humor nelas. O ponto negativo é que, por reparar demais, você se sente mais estressado quando as coisas são novas, caóticas ou intensas, por um longo período de tempo.
Você se sente sobrecarregado em situações que as outras pessoas consideram normal: Grandes multidões, ruídos repentinos, luzes e cheiros fortes podem te incomodar. Embora você consiga lidar com essas coisas por algum tempo, você não vê a hora de fugir dali.
Você reflete sobre suas próprias experiências: No final do dia, você relembra de conversas ou eventos na sua mente, analisa os significados e pensa em meios de fazer melhor da próxima vez. Você pensa profundamente, considerando o todo e o que tudo significa. Você é tido como uma pessoa que pensa demais ou se preocupa muito com as coisas.
Seu corpo é sensível: Você é mais sensível a dor que a maioria das pessoas. Quando você está com fome, você precisa comer exatamente naquele momento, ou então você não consegue mais funcionar. Algumas pessoas altamente sensíveis são fortemente afetadas pela cafeína – um pouco pode torná-las agitadas e instáveis.
Você evita fortemente filmes, programas de TV e imagens que sejam violentos ou agressivos: Você acha difícil lidar com eles.
Você sente as emoções de forma profunda: às vezes, suas emoções – boas ou más – são tão poderosas que você imagina se conseguirá suportá-las. Você normalmente consegue, embora nem sempre exteriorize suas emoções. Muitas pessoas não percebem o quanto você é forte.
O humor das outras pessoas te afeta: Você tem dificuldade em ignorar os sentimentos das outras pessoas. Se a sua esposa ou colega de trabalho está de mal humor, você subitamente estará também. Você sente empatia pelas pessoas facilmente, mesmo que não saiba bem o porquê. Você pode sentir empatia, por exemplo, pela vítima de um crime que você viu no jornal ou um desconhecido que precisa de ajuda.
Você precisa de tempo sozinho: Alguns dias, depois da escola ou trabalho, você precisa se desligar do mundo. Você relaxa em casa, na cama ou no sofá, numa sala quieta e escura. Essa privação sensorial acalma seu sistema superestimulado. Se você não tem tempo suficiente para esse momento, você se sente estressado ou exausto.
Você é abençoado com uma inteligência ou criatividade fora do padrão: Você aprende coisas novas rapidamente. Você é intuitivo, e às vezes sabe coisas sem saber como ou porque sabe. Você tem um mundo interior complexo, uma imaginação rica e sonhos vívidos. Para você, sonhar e deixar os pensamentos fluírem não é perda de tempo, mas a melhor forma que sua mente tem para resolver problemas e pensar em novas ideias. Sua habilidade de refletir e pensar profundamente, com sua consciência de pequenas coisas, te presenteia com uma criatividade e inteligência única.
“Pessoas altamente sensíveis são tidas, frequentemente, como fracos ou problemáticos. Sentir intensamente não é um sintoma de fraqueza, e sim uma marca registrada de viver verdadeiramente e com compaixão”. Anthon St. Maarteen.
Mais textos sobre introversão, você encontra em: http://introvertdear.com/